Renegociações de financiamentos habitacionais crescem no país

A crise econômica, queda do poder de compra do consumidor e o aumento do desemprego vêm forçando os bancos brasileiros a disponibilizar mais formas de renegociação de dívidas em atraso. Essa situação vem crescendo em todas as linhas de crédito, mas principalmente no financiamento habitacional. A modalidade se tornou vantajosa por causa do bom momento da economia e atualmente vem batendo recorde de renegociações.

melhores casas para alugar curitiba parana

Esses dados são do relatório elaborado pelo Banco Central que começou a acompanhar essa modalidade em 2013 quando a carteira de crédito imobiliário foi reestruturada.

Essas negociações costumam beneficiar todas as partes porque a inadimplência desses clientes tende a diminuir depois do processo. Entretanto, o consumidor precisa saber que o banco não é tão complacente com todos os tipos de financiamentos. Eles negociam apenas com os consumidores que possuem poucas parcelas em atraso.

Os especialistas das imobiliárias alertam que ao primeiro sinal de falha no orçamento, o consumidor deve procurar a instituição financeira para renegociação. A ideia é que o cliente não chegue ao ponto de perder o bem, por isso, a maior parte das renegociações ocorre por iniciativa da própria instituição financeira.